terça-feira, 9 de março de 2010

What the fuck?!

A Maguita diz que não quer falar sobre isto, porque sobe-lhe a tensão e corre o risco de a cabeça dela explodir. Assim, delegou-me a tarefa de abordar esta questão.

Existem clientes que são autênticos chulos. Não, não estou a falar disso suas mentes perversas. Estou a falar na área da tradução. Já falei sobre isto várias vezes com a Maguita e hoje a Carla P. contou-me uma situação que acaba por comprovar isso mesmo. Teve uma proposta de tradução em que pagavam menos de metade do que seria minimamente aceitável. E não, não estou a exagerar.
Vejamos se consigo resumir o significado de preços baixos para nós:

1. Gozar com a nossa cara
2. Não ter respeito pela nossa profissão
3. Não dar valor ao ser humano
4. As pessoas que cobram preços de merda tiram o ganha-pão aos tradutores bons, qualificados e honestos
5. Passam a existir traduções mal feitas
6. Abre-se o precedente de que "os tradutores são uma espécie laboral a ser mal tratada"

Isto não se passou pessoalmente comigo (porque ainda não calhou), mas sei de casos em que são propostas traduções a preço muito baixo. Eu até entendo que uma pessoa ceda a estes valores se estiver em desespero de causa. O problema é que isto acaba por prejudicar toda uma profissão.

Eu recusaria, é uma questão de princípio e só lamento que existam pessoas que aceitem.

Em relação ao título deste post, é só mesmo o que me vem à cabeça para resumir tudo isto. Aliás, foi a primeira coisa que a Maguita expressou quando lhe contei.

3 comentários:

B disse...

Estou em choque por 3 motivos... primeiro a lily escreveu a palvrava Fuck... segundo, escreveu no mesmo post a palavra começada em M e acabada em ERDA... e por ultimo,ontem comi o resto de chocolate que tinha aqui e hoje já nem me lembrava.. lamentavel.
Mas entendo bem o que é isso,eu proprio na minha profissão já tive situações dessas,em que pedem para filmar algo ou fazer uma reportagem e julgam que eu sou alguma tvi que faco reportagens sobre a disgraça alheia de borla.. quando sabem os preços tentam reduzir para 10 vezes menos,sendo eu obrigado a sugerir para irem comer um cócó com colheres de sopa.
Por isso, estou solidário com esta causa.

Pedro Oliveira disse...

Eu que não tenho uma profissão normal, por isso vejo as coisas de outra forma. Se forem olhar as noticias do que é que a porcaria da rena Socrates anda prái a fazer, iriam perceber que estamos em altura de apertar o cinto. Ás vezes as pessoas não querem o bom, querem o razoável, e isso conseguem a preços baixos.
Como podem ver para não usar um termo que começa em C e acaba em A tendo ABRÃ no meio, ao senhor PM, usei um termo fofinho que tambem exprime o que penso dele: um animal com cornos.
Tenho dito....

Pedro Oliveira disse...

ERRATA
Em relação ao ultimo post enganei-me numa coisa: a palavra começa em C e acaba em O e tem ABRÃ no meio...

Desculpem o engano mas depois de 10 comentários num dia, os dedos pedem folga...
Tenho dito...