sexta-feira, 12 de março de 2010

Que desperdício



Acabei de ler uma notícia que me deixou abalada. Passo a citar:

"Mais de 500 quilos de pipocas foram esta quinta-feira lançadas ao mar na costa de Aveiro durante um exercício simulado de combate à poluição. As pipocas, sem sal nem açúcar, serviram para simular uma mancha de poluição por combustíveis".

Eu não me importo que venham simular seja o que for a minha casa. Tenho um terraço que pode albergar facilmente vários quilos de pipocas, mas de preferência com açúcar.

3 comentários:

B disse...

O-M-G... vou ali cortar os pulsos!

Pedro Oliveira disse...

Eu acho que a D. Lily está a menosprezar um factor que pode ter sido escondido de todo o mundo, possivelmente um teste ultrasecreto exclusivamente português, algo que nem os americanos se lembraram, algo que que ultrapassa qualquer humano á face da terra, algo que poderá trazer um prémio Nobel da ciência para Portugal, algo que pode trazer paz na terra..... bom algo que nem os alienígenas poderiam trazer para cá.
AAAAAH ainda não disse o que é:
O PRIMEIRO CINEMA PARA PEIXES.
EM EXIBIÇÃO:
FINDING NEMO
NÃO ACONSELHÁVEL A MENORES DE 100 MARÉS.
Tenho dito.

Filipa disse...

hoje considero mesmo isso um desperdicio...porque apesar do lindo dia de sol que está la fora, dava tudo para me enterrar no sofá e nao me importava da companhia das pipocas bem docinhas...que semana longa....