quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Isolada do mundo


5 horas sem Internet. Nem sei como sobrevivi.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Era uma vez um gato

Que resolveu ir para território alheio e o resultado foi o seguinte:

video

Pensamento do cão - Boa, um amigo para brincar!
Pensamento do gato - Mas este pensa que tenho a vida dele? Chega-te para lá!


Entretanto, o gato resolve mudar de tática. Mais à frente, vê-se o Romeu completamente louco. Cheguei a temer pela vida do gato. Se calhar devia ter chamado os bombeiros...


video

Pensamento do gato - Como me vou safar desta? Hmmmmm, sou capaz de caber ali, deixa cá ver... Ai este canito não me deixa em paz... Vou espreitar... Epá, está um brutamontes ali em baixo!

É fácil gozar com os outros

Gosto da Cátia da Casa dos Segredos. Gosto, pronto. É cabeça no ar? É, mas isso não impede que lhe ache piada. Anda toda a gente a gozar com a moça só porque não sabia países da América do Sul. É muito fácil apontar o dedo aos outros, mas quando o programa foi para a rua fazer perguntas de cultura geral, a conclusão a que chegamos é que ninguém sabe qual é a capital da Austrália, um conjunto de porcos é uma malhada e a minha preferida:

- Como se chama um conjunto de peixes?
- Aquário?

Agora deixem a Cátia em paz, sim?

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

E não me larga

Selminha continua a querer ser minha amiga. Agradeço o facto de ser muito solicitada, mas agora já chega, tá?

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Mais um telefonema

Hoje recebi um telefonema de uma entidade bancária na qual tenho conta para me falar de um cartão de crédito. Resumo:

Bla bla bla, muito bom, passarinhos e borboletas, bla bla bla, seguro de viagem e bagagem, bla bla bla "e queríamos enviar-lhe o código para casa". Eu, na minha ingenuidade, perguntei o valor da anuidade. Resposta: 75€. "Desculpe, disse quanto?", perguntei na certeza de que teria ouvido mal. "75 euros".  O meu cérebro demorou uns segundos a processar a informação... S-E-T-E-N-T-A e C-I-N-C-O euros. Respondi que já tinha e nem pensar que iria mudar para um tão caro. "Mas olhe que tem seguro de saúde incluído". Por mim, até podia oferecer pastéis de nata.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Resumo do discurso de Passos Coelho

Agora é que os funcionários públicos, que passam a vida a queixar-se, vão saber o que é estar na pele de um trabalhador a recibos verdes. Pode ser que assim valorizem mais aquilo que têm.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

São todos muito simpáticos, mas o problema continua

Nas próximas eleições vou candidatar-me a Presidente da Junta da minha terriola. Nada funciona aqui sem eu barafustar. Em agosto enviei um e-mail com fotos de um buracão à porta dos meus vizinhos que estava ali há séculos. Apesar de não ser na minha entrada, só de olhar para o lado aquilo enervava-me. Não sei se alguém já tinha reclamado, mas é certo que passado um mês, mais coisa menos coisa, vieram arranjar.

Agora é o poste de eletricidade da rua cuja lâmpada está sempre a acender e a apagar. Se calhar eu é que sou esquisita, porque parece não afetar nenhum dos meus vizinhos.

O mês passado liguei e disseram que vinham arranjar num prazo de 10 dias. Hoje liguei novamente e o rapaz todo simpático "sabe, se calhar é uma avaria mais complicada, mas eu vou reforçar o pedido". Claro que a tradução disto é "nunca mais nos lembrámos e temos mais que fazer do que ir arranjar uma lâmpada na tua rua". Mas pronto, pelo menos foi simpático. Só faltou dizer que vinha cá ele arranjar.