terça-feira, 13 de abril de 2010

O meu sítio

Ainda não falei aqui do local onde vivo. Não é que tenha grande coisa para contar, não é nada de extraordinário.

- Vejo ovelhas e cavalos da janela
- Já cheguei a ficar à espera para tirar o carro da garagem enquanto o rebanho passava em frente ao portão
- Existem mais bicharocos do que o normal
- Existe um tipo de melga tão grande que se nos bater na testa é capaz de a partir
- No Verão as abelhas causam algum transtorno, uma vez que resolvem abrigar-se do calor na parte de dentro das persianas, conseguindo enfiar-se em locais como o próprio fecho das ditas cujas
- Tendo em conta a frase anterior, convém ter sempre Raid em casa (eu sei que os "animais" são nossos amigos e eu evito acções drásticas, mas por vezes tem de ser)
- Há uns tempos ouvi um galo algures a cantar de noite... ou eu estava com alucinações ou o bicho estava baralhado
- Não se ouve nada excepto os passarinhos, a minha vizinha de baixo a falar (que ainda não consegui perceber se é só por estar entusiasmada a contar as coisas ou a discutir com o marido), o meu vizinho do lado do 1º andar a martelar ou a fazer furos na parede às 11 e tal da noite (coitado, ele até é simpático, deve pensar que não se ouve) e o meu vizinho do lado do r/c a chegar ou a sair no seu Subaru todo artilhado que o som daquilo mais parece o de um tractor

E pronto, assim de repente creio que é isto. É uma zona perto do Seixal que fica, como costumo dizer, "ligeiramente no campo". Há quem goste, há quem diga que é demasiado calmo. Em relação a mim, posso dizer que ajuda a aliviar o stress da profissão. Assim, quando estou a traduzir textos sobre tacos de golfe, manuais de telefones IP, arquitectura ou fronteiras marítimas em África (como vêem, calha-nos de tudo um pouco), vou até à janela respirar fundo.

7 comentários:

Carla disse...

Demasiado calmo? Quem disse isso não deve ter estado de visita quando o teu vizinho do subaru andava a passear pelas redondezas no seu possante.

Sofia disse...

Respira sim que respirar faz bem mas cuidado ao inspirar, sabe-se lá que tipo de bicharoco se pode alojar nas narinas de uma pessoa. Se ajuda, Lily, também tenho ovelhas a pastar num terreno abandonado frente à minha casa que não tá propriamente isolada mas que tb se encontra num sítio que ainda considero calmo. Acho piada é aos "pechitos" (os que moram mm na vila) chamarem a isto "campo" o que faz de mim campónia qd vivo a 2 minutos deles, mas enfim, usos e costumes... E agora vou ali ver se o Spórein ganha ao Benfas que hoje sinto-me um pouco verde, não sei porquê;)

Maguita disse...

Boa Lily! Assim já todos percebem o meu comentário aqui https://www.blogger.com/comment.g?blogID=8219575489761839749&postID=562085625267712232

Maguita disse...

PS: A Eliane hoje teve de traduzir umas instruções bem giras... Tinha a ver com hemorróides...

Pedro Oliveira disse...

Sofia, tenho uma novidade para ti:
O BENFICA GANHOU (se duvidas houvesse)
LOL

Por muito que custe dizer isto, mas seixal não tem nada que seja calmo (senão comparar-mos com as cidades da zona), e particularmente respirar o ar das fabricas da zona, não tem nada de bonito. Em relação ás melgas, de certeza que serão mutantes. E as abelhas enfiam-se no estore porque tentam abrigar-se de qualquer melga comedora de abelhas que possa aparecer. LOL

Ligeiramente parecido com campo existe milhões de exemplos e eu particularmente adoro a beira alta ou trás-os-montes, aí sim vale a pena inspirar com a força toda e suster o verdadeiro oxigénio o máximo possível. Em relação á bicharada, não há nada com que se preocupar em relação aos voadores que eles andam entretidos nas árvores, já os rastejantes é um caso á parte: aconselho vivamente em ter uma faca do mato por perto, porque esses bichos podem ganhar tamanhos inimagináveis, e vários dentes para morder. Se quiserem podem optar por uma arma de fogo não vá aparecer alguma espécie comestível.
Já não gosto tanto do Alentejo pelo facto de se parecer mesmo com o deserto africano (ou faz muito frio, ou muito calor, não tem meio termo).

Carla disse...

Sr. Pedro, não fale mal do Alentejo, que embora eu não o possa comprovar, os meus antepassados devem ser dessa região e é das mais lindas do nosso Portugal. Então a gastronomia é top!

Lily disse...

Seixal não tem nada que seja calmo? Cuidado Sr. Pedro, não esteja a comparar ao Barreiro. O Sr. quer é que eu o convide para comprovar o que acabei de dizer, mas não vai ter essa sorte