quinta-feira, 27 de maio de 2010

Conversas típicas que não resultam

Cheguei a uma triste conclusão: são muito poucos os homens que conseguem manter uma conversa minimamente inteligente. Vejamos alguns exemplos do que se deve evitar (segundo os meus parâmetros, claro):
  • Usar a palavra "linda" em mais de 90% das frases. Exemplo: "Olá linda, boa noite linda, está tudo bem linda?" - Vamos lá ver se nos entendemos: uma mulher gosta de ser chamada de linda, mas em situações específicas, como "estás linda com esse vestido". Usar a palavra no tipo de conversa que referi só a banaliza, perdendo obviamente o seu valor.
     
  • Ser demasiado insistente com os convites para sair, para não falar quando pressionam mesmo - Aqui deve depender de cada mulher. Pessoalmente detesto que insistam comigo, desde criança que sou assim. Portanto vejam lá se entendem: se uma mulher não dá saída a um convite é porque não está interessada e, apesar de saber que é difícil para um homem ler nas entrelinhas, convém que comecem a fazê-lo um pouco melhor.
     
  • Passar meses sem dizer nada e de repente, parece que somos o centro da sua vida, com direito a conversa diária e tudo - Caríssimos, isto soa tanto a "tinha gostado de falar contigo mas resolvi dar umas voltas por fora, entretanto mudei de ideias e resolvi manter o contacto contigo"... Nós detectamos este tipo de coisa à légua, tá?
     
  • Quando calha em conversa dizer que fui de férias e me dizem com um ar muito chocado e surpreendido "vê lá se me convidaste!!" - Epá, pois... se calhar é normal convidar pessoas com as quais não temos grande vontade de estar e eu é que estou errada. Seja como for, este é um tipo de atitude que tenho reparado que muitos homens têm e não consigo entender. É que se é numa de "a ver se cola", não resulta. É caso para perguntar por que raio essa pessoa deveria ter sido convidada, mas nem vale a pena o esforço argumentar. A Picante é mais adepta do "tá, fica para a próxima" e acho que vou passar a usar este argumento. Quer dizer, agora uma pessoa já não pode ir de férias porque lhe apetece sem ouvir um "xii, tu também, vê lá se me perguntaste, sabes que eu gosto de viajar". Hello? Vai ali ao aeroporto ver se eu estou lá e se me vires na fila do check-in, finge que não sou eu, sim? (é isto que me apetece dizer, tenho de perder a mania de ser sempre politicamente correcta).

13 comentários:

Pedro Oliveira disse...

Com esse discurso todo, descobri mais uma vez que não sou como a maioria dos homens. LOL

VIVA A SER DIFERENTE!!!
YUPI!!!!

Carla disse...

Sabes que o desespero manifesta-se de diversas formas.

Confesso que essa do fazer-se convidado para a viagem também me intriga. Algum dos senhores comentadores do cantinho pode esclarecer?

Pedro Oliveira disse...

Eu nunca me fiz convidado para nada. Por isso D. Carla não tenho como responder a isso concretamente, mas julgo que esse facto devesse a esses homens querem que vocês dêem importância a eles. De resto não encontro explicação.

Carla disse...

Obrigada Sr. Pedro. Também me parece ser esse o caso.

De qualquer forma, uma mulher só quer ser bem tratada e não são palavras vãs que o demonstram, mas sim os actos.

Claro que ouvir coisas bonitas é sempre agradável, mas de preferível que não sejam clichés como nestes casos. Por favor, se não têm imaginação, comprem-na. Deve haver à venda no Lidl.

Pedro Oliveira disse...

Felizmente não sou como os outros homens, e nunca se queixaram da minha delicadeza e sensibilidade com as mulheres.
URRAAAAAH!!!!
hehe

Lily disse...

É verdade que existem excepções, mas o que tenho constatado é que orientam o discurso de uma forma que passamos a ser as "más" da fita porque não os convidamos para determinadas coisas. Eu até interpretaria esta situação das viagens como uma brincadeira, mas tenho ouvido isto várias vezes, o que me leva a concluir que a(s) pessoa(s) em questão fala(m) mesmo a sério

Pedro Oliveira disse...

Sim, normalmente falam mesmo a sério. E em relação em tornar as mulheres "más" da fita é para puxar ao intimo mais sentimental, para as mulheres pensarem que estão a ser injustas com eles. Mas a maioria das mulheres deixam-se enganar por estes homens. Por isso é que é tão facil de enganar mulheres na net. E pelo que estou a ver, parece que (felizmente) as mulheres desta comunidade, são mulheres á séria.
:)
VIVA ÁS MULHERES DESTA COMUNIDADE!!! :D

Lily disse...

Pedro, acho que acabaste de dizer uma grande verdade. Pela experiência que tenho tido, parece-me que o objectivo é mesmo esse, ou seja, falam de uma maneira que nos fazem pensar que estamos a ser injustas. Mas olha, pelo menos comigo estão tramados. É que eu não dou grande margem hehehe

Eli disse...

Como eu estava a dizer à Maguita, o pior é que as nossas mãezinhas nos deram educação e como não consegues dar uma resposta mais mal educada, limitas-te a esboçar um sorriso amarelo e ficas-te por aí. Apesar da maior parte das vezes a vontade não ser essa... E qt à parte de nós sermos as más da fita, fazem-no para apelarem ao nosso lado mais sentimental mas tb para espicaçarem (tópico de um post anterior ao qual te dou toda a razão) e verem a reacção que produzem. Enfim...Não há paciência que aguente!

Eli disse...

P.S.- O que mais detesto que me chamem (quer seja homem ou mulher) é o tal "linda" e o "miga". quando me chamam este último, então só me apetece é partir prá violência!

Carla disse...

Hehe, tenho de me afastar da Eli então não vá levar um calduço. É que eu digo miga a toda a hora, mas só digo a quem considero mesmo amiga, vá, não a qualquer um.

Eli disse...

Já disse à Maguita que a sorte dela era não estar perto de mim porque a nossa cara comentadora começou logo a chamar-me aquele nome que eu não gosto!!! LOL Portanto, se não me querem ver irada, não chamem ou então não estejam demasiado próximos!

B disse...

ó linda,eu sei que não falamos ha alguns meses mas,linda, vim a saber que foste de ferias e nem convidaste pá.. quando vamos sair linda, hã?